fbpx
Juci Nones

Juci Nones

Inteligência Emocional no Trabalho

Como ter inteligência emocional no trabalho

Habilidades

As suas habilidades tangíveis, como as suas experiências, a sua especialização em algo, o seu currículo, são o que fazem você ser contratado para dentro de uma empresa. Mas, e o que pode fazer você não ser demitido desta empresa? Tenho 100% de certeza que é essa habilidade intangível chamada inteligência emocional no trabalho, que você pode desenvolver, se ainda não tem, para saber como agir em toda e qualquer situação.

Se você ainda não sabe o que é inteligência emocional, eu tenho um vídeo no meu canal explicando detalhadamente o que é. Vou deixar o link dele aqui embaixo para você dar uma olhada. Mas, para este post, vou dar uma pequena resumida.

O que é Inteligência Emocional

Inteligência emocional é saber reconhecer seus sentimentos e avaliá-los a fim de mudar seus comportamentos e decisões diante deles. Especificamente no trabalho, ser uma pessoa inteligente emocionalmente é conseguir influenciar, envolver e inspirar os outros. Em ação, é saber se manter calmo diante de situações que não estão no seu controle. É saber dizer o que precisa ser dito de maneira indulgente para influenciar o outro ao invés de abalá-lo. É também saber se comunicar com os clientes de forma autêntica. Ademais, ter inteligência emocional é conseguir reservar julgamentos para com o próximo, sabendo ler ele e considerando seu ponto de vista. Além disso, é tentar cada vez mais ser uma pessoa acessível, aberta e flexível, sendo responsável com suas próprias emoções e com as emoções que você pode causar nos outros.

Venho te dizer que é mais do que possível para você desenvolver e saber como ter inteligência emocional no seu trabalho. Então, para te ajudar nisso, trouxe algumas dicas poderosas que se você aplicar no seu dia a dia, à longo prazo, vão fazer grande diferença no seu ambiente de trabalho.

Dicas

A primeira dica

Analise e tenha consciência do seu próprio comportamento.

Você precisa prestar atenção em quais situações certas emoções se desencadeiam em você. Precisa estar mais no aqui e agora para conseguir, com calma, pensar sobre isso nos momentos em que acontece. Com isso, você terá mais clareza para achar bons meios de gerenciar essas emoções para que não sejam negativas. E principalmente, perceberá como suas reações diante dessas situações mudarão não só a sua perspectiva como as das pessoas que estão nesse ambiente profissional com você também.

A segunda dica

Aprenda a lidar com emoções negativas.

Se você desenvolver sua resiliência eu tenho certeza de que vai lidar melhor com emoções negativas que você pode vir a ter no seu ambiente de trabalho. Pois maus momentos sempre vão estar aí, você deve passar por eles sempre lembrando de que não são eternos e que tudo tem uma saída. E comentários, confusões, desentendimentos também não vão sumir. Você não pode controlar o que as outras pessoas vão fazer. Mas, você pode buscar não se abalar facilmente com isso pois sabe que na maioria das vezes, têm mais a ver com eles mesmos do que com você, e que na verdade, isso não vai fazer grande diferença na sua vida.

A terceira dica

Controlar impulsos.

Um dos principais ocasionadores de conflitos é o impulso. É ter reações impensadas. Ser uma pessoa impulsiva só passará aos outros uma imagem ruim e fará com que todos achem que você leva tudo para o lado pessoal, e assim parem de tentar se comunicar com você. Se você receber um feedback negativo sobre o que você gastou muito tempo fazendo, por exemplo, tente manter a calma e expulsar a raiva e todas as emoções ruins que irão surgir, pensando de onde exatamente elas vieram e percebendo que no fundo elas estavam presas dentro de você há muito tempo e nessa situação acabam podendo ser exageradas.

A quarta dica

Demonstre empatia.

Tão importante quanto compreender os próprios sentimentos, é essencial que você se coloque no lugar dos outros. As pessoas ao seu redor também possuem emoções, e cabe a você tentar compreendê-las e principalmente, ajustar sua fala, seu tom, sua linguagem corporal e todos os derivados para melhorar seus relacionamentos interpessoais e ter uma comunicação mais eficaz e sadia.

A quinta dica

Aumente sua autoconfiança.

Algo que faz parte da autoconfiança de uma pessoa é não ter medo de se expressar. É não repreender suas emoções, é entender que não expressar o que está sentindo e pensando pode, assim, fazer com que lá na frente tudo estoure de uma vez só. É preciso acreditar em si mesmo, acreditar que o que você sente e pensa é tão válido quanto suas ideias para a evolução da empresa. Além, é claro, de acreditar que consegue sim vencer qualquer desafio lhe imposto.

Então, espero ter lhe ajudado com estas dicas. Te garanto que se você tiver paciência e botar tudo isso em prática aos poucos no seu dia a dia, certamente elas serão muito eficazes.

 

Saiba mais sobre o que é Inteligência Emocional:

https://www.youtube.com/watch?v=645OtHsPG80

Leia mais no nosso blog:

https://institutojucinones.com.br/blog/

Receba nossas novidades!

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *